Tudo passa

quinta-feira, 31 de março de 2011

Tudo que é da matéria é passageiro
Tudo que é do Espírito é durável.
Então não adianta querer que seja permanente algo que é da matéria. Aliás, a coisa mais permanente, na matéria, e a sua impermanência. As cores e o brilho da matéria, a beleza, costumam impressionar. 'E que o mundo material tem um poder de seduzir o ser humano, de hipnotizá-lo, pra depois deixar na mão'.

Os aparelhos quebram, os carros enferrujam, as roupas se gastam. Mas não é que a matéria seja ruim, a bandida da história, vil, enganadora. É a gente que se engana com ela. 


Somos todos chamados a contribuir com o ambiente

A gente vai vivendo o grande espetáculo da vida, porque a vida é um grande espetáculo, sempre a nos trazer novidades, sempre a nos tocar a alma, sempre a fazer com que nós tenhamos constantemente a oportunidade de aprender a lidar com os tesouros que ela própria nos reservou. Reservou, dentro de nós, poderes incalculáveis. E somos nós aqueles que irão utilizar esses poderes em nosso benefício e em benefício dos outros.


Cada um é chamado a movimentar o seu poder interior. É o poder do amor, é o poder da realização, através da fé, é o poder da escolha, da concentração, é o poder da imaginação e o poder de movimentar os conteúdos da sua mente para que ela realize, por intermédio do subconsciente, tudo aquilo que é seu destino, tudo aquilo que você experimenta e vive a  experiência.

Desde a dor até os grandes prazeres e as grandes conquistas, tudo é provocado pelo uso constante do seu poder de crença, de pensamento, de fé. Como isso impressiona a mente, a mente vai, com a sua virtude divina de transformar os pensamentos em realidade, ao longo do seu dia, escrevendo os seus momentos, atraindo os companheiros, atraindo as situações difíceis, atraindo inimigos. Seja como for, contrastando você com o outro, vai desenvolvendo a sua consciência, o seu discernimento, o seu aprendizado.

A gente vai vivendo com aquilo que escolhe acreditar. E conforme escolhe acreditar, a gente confecciona o nosso destino. O nosso destino está, em grande parte, em nossas mãos. Está nas suas mãos, esteja você profundamente consciente disso ou não. Parece que a natureza não se incomoda. Assim mesmo, ela deu a nós o arbítrio e, por meio dele, nós vamos construindo o nosso roteiro.


Todo mundo é chamado, neste mundo, a contribuir no ambiente social, a contribuir com seus pensamentos e ações para que a mente social possa influenciar também o destino do seu grupo, da sua cidade, do seu país.


Calunga/ Rita Foelker.

Levanta-te e Anda...

"Ainda que muitas vezes sintas o cansaço da caminhada para a luz, não te detenhas amigo. Descansa o suficiente e prepara tua espada ou teu punhal para defender a Luz que possuis dentro de ti.

Levanta-te do desanimo que pode pressionar tua alma, pois as forças obscuras desejam que caias adiante de teus desejos. Segue caminhando tranquilo e seguro de que há ciganos no Astral que te acompanham e te dão todo seu Amor.

Se é necessário detém teu caminhar, mas só para reunir mais forças. Segue, que estamos cantando a música que te dará valor. A música que tem o som da fé e a vitória.

Sorrri e te levanta. Sorrri e dança ao som de nossas castanholas e guitarras. Sentirás em ti o "cantar" e o flamenco que te seguirão penetrando no sangue e nas células, e uma Alegria Infinita encherá teu coração. Verás que a tristeza e o pesar se desfaz nas notas melodiosas de nossas vozes. E teu coração se regozijará em um êxtase nunca dantes sentido.

O Fogo Sagrado das fogueiras ciganas te limpará a alma e te dará o calor e a energia necessária para continuar em teu caminho para a Luz.

Avante ciganos! Avante Guerreiros da Luz.

O povo cigano da luz, pode perder uma batalha, mas nunca uma guerra. Este povo do astral os ama e protege-os.

Alegria, alegria, o momento é agora.

Com o Amor de meu coração e a fé em Santa Sara, a meus irmãos ciganos que se desanimam. A meus irmãos não ciganos que estão também unidos a nós.

Com Amor. Optcha!"

Iván, um irmão cigano no Astral.

Psicografado por Mônica em
 Vigo - Espanha, 28/mai/2010.

A verdadeira prosperidade

quarta-feira, 30 de março de 2011

Você tem de ser rico, mas não próspero. Riqueza é outra coisa. Um mendigo pode ser rico, e um imperador pode ser pobre. A riqueza é uma qualidade do ser.
Alexandre, o Grande, encontrou Diógenes, que era um mendigo, nu, com apenas uma lamparina, seu único bem. E ele mantinha sua lamparina acesa até durante o dia. Obviamente ele se comportava de maneira estranha; o próprio Alexandre teve de lhe perguntar: "Por que você mantém essa lamparina acesa durante o dia?"
Ele levantou a lamparina, olhou para o rosto de Alexandre e disse: "Estou procurando pelo verdadeiro homem dia e noite, e não o encontro".
Alexandre ficou chocado porque um mendigo nu falara daquela maneira com ele, o conquistador do mundo. Mas percebeu que Diógenes era muito belo em sua nudez. Seus olhos eram tão silenciosos, sua face tão pacífica, suas palavras tinham tanta autoridade, sua presença era tão calma, tranquila e suave que, embora Alexandre se sentisse insultado, não pôde retrucar.
A presença do homem era tanta que o próprio Alexandre pareceu um mendigo a seu lado. Em seu diário ele escreveu: "Pela primeira vez senti que a riqueza era algo mais do que ter dinheiro. Vi um homem rico".
A riqueza é sua autenticidade, sua sinceridade, sua verdade, seu amor, sua criatividade, sua sensibilidade, sua meditatividade. Essa é sua verdadeira prosperidade.
Osho, "Dinheiro, Trabalho, Espiritualidade".

A insatisfação constante

Amados Seres!
Mais uma vez minha conexão se faz a cada um de vocês, num desejo de que aprendam mais uma lição e subam novos degraus em sua evolução.
Como devemos trabalhar nossas insatisfações?
O primeiro passo é trocar a palavra “insatisfação” pordespertar”. A palavra “insatisfação” sugere algo incomodando dentro de vocês. Deveriam agradecer por esse “incomodar”, pois ele impulsiona cada um de vocês a evoluir, a buscar mudanças, a buscar sua felicidade interna.
Vocês costumam usar o termo “o que está dando certo não se mexe”, pois então, “devem mexer naquilo que não está dando certo”. E vocês relutam em fazer mudanças em suas vidas. Só às fazem quando chegou ao limite, o que é algo lamentável, pois passam por momentos de sofrimentos, que poderiam ser evitados, sem atentar para os sinais internos que recebem.
Portanto, como tudo que habita seu Ser, a “insatisfação” também é uma benção, pois permite a você caminhar, desbravar novos horizontes e conhecer todo seu potencial e poderes.
Perceba que as grandes descobertas que fez em sua vida, foram nos momentos em que teve que tomar decisões importantes. E ainda que muitas surgissem de momentos de grandes conflitos, elas foram fundamentais para hoje ser o que é.
E assim se processa com cada Ser, quando você identifica que algo esta lhe incomodando você começa um diálogo com seu EU INTERNO. E esse diálogo tão necessário a cada um de vocês, mostra a situação em sua totalidade, trazendo o que vem acontecendo com sua vida.
Vocês rejeitam esse “Olhar Interno”, pois sabem que encontrarão informações que identificam que seguiram caminhos errados, e que tomaram atitudes que não trouxeram benefícios em sua jornada.
Entretanto meus queridos, se lembrarem de que estão aqui para aprenderem, vivenciar experiências para atingirem novos degraus, não relutarão em ver seus “aparentes erros”, os quais gostamos de chamar “aprendizados”.
Quando a “Insatisfação” passa a ser uma constante em sua vida, isso mostra apenas que você não deu a verdadeira importância a sua felicidade, e como o seu desejo interno é de ser feliz, enquanto não observar isso, os sinais só aumentarão.
Vejam que benção meus queridos, o seu INTERIOR deseja que seja feliz, pois essa é sua natureza.
Você já experimentou a felicidade e sabe que é uma sensação maravilhosa e quer isso novamente, e então quando algo surge que não traz essa sensação ao seu interior, um sinalzinho apita dentro de você. E então vocês perguntam: o que é isso que está “apitando” e vão ver, e ele só para de chamar sua atenção quando você da à atenção que ele merece.
Quer dizer que a insatisfação acaba, quando olhamos para nosso interior e resolvemos fazer algo por nós?
Exatamente quando você decide que quer o seu melhor, o “apito” para e “acende” uma luzinha “verde” mostrando o caminho... E quanto mais você caminha mais luzes você encontrará, porque Deus sempre irá iluminar seu caminho, se você assim desejar...
Se todos ficassem mais atentos aos sinais e os recebessem como bênçãos, o papel de “víitima” deixaria de existir, porque ninguém é “vítima”, todos são seres em evolução.
Cabe a cada um entender a lição e ao final receber o diploma pela sua determinação, persistência, coragem, fé e amor por si.
Os humanos ainda não entenderam que a insatisfação é apenas uma forma de evoluir, e as decodificam como uma necessidade interna de criar guerras, disputas, separações, mortes, dor e sofrimento. Colocam suas insatisfações como uma energia potencializada para a destruição quando deveria ser usada para a sua evolução. E então o resultado só pode ser esse que vocês visualizam todos os dias pela mídia e também no contato junto a outras pessoas.
A “insatisfação” passou a ser um mecanismo de confronto, onde cada um só pensa em si e não se importa com o que o outro necessita ou senti. E em função disso a maioria só reclama, mas nada faz para trazer uma reforma íntima em todo seu Ser. Reclamam que Deus não atende seus pedidos, reclamam que estão cansadas de pedir e não serem ouvidas e esquecem-se da importância da palavra “Merecimento”.
O Criador é Misericordioso, Benevolente, mas também Justo e a cada um será dado de acordo com seu Merecimento. Portanto, aqueles que desejam ser 'atendidos' devem iniciar o processo de “Reforma Íntima".
Devem parar de pedir e de se lamentar e começarem a agir, mudando sua conduta, deixando de colocar no outro suas desculpas e começarem a caminhar, pois vocês são responsáveis pela sua evolução.
Ninguém pode caminhar por você. 
Ninguém pode aprender por você. 
A sua vida é sua.
E você é 100% responsável.
(Pela sua felicidade ou infelicidade.)
Espero que reflitam sobre as palavras que transmiti e agradeçam ao Criador por todas as bênçãos que recebem, até por aquelas que julgam serem obstáculos em suas vidas, pois tudo tem um propósito.
EU SOU Metatron, o Senhor da Luz.
Canalizado por Sandra M. Luz, 
em 28/mar/2011.

Acabe com todo o criticismo

terça-feira, 29 de março de 2011

O criticismo envolve a repetição de uma crítica a nós mesmos que, usualmente, é sempre a mesma. Quando iremos acordar para o fato de que a crítica não resolve nada? Vamos seguir uma nova tática Vamos aceitar-nos tal e qual como somos agora. As pessoas muito críticas normalmente atraem a crítica sobre si, porque esse é o seu padrão. Aquilo que nós damos é o que nós recebemos. Para se ser crítico era preciso sermos perfeitos o tempo inteiro. Quem é perfeito? Acaso conhece alguém que o seja? Eu não. Se nos queixamos de alguém, na verdade estamos é  queixando de nós mesmos.
Todos somos o nosso próprio reflexo e aquilo que vemos nos outros, estamos também vendo em nós. A maior parte das vezes não queremos aceitar algumas facetas nossas. Infligimos abuso a nós mesmos com o álcool, as drogas, o tabaco, comemos demais, ou seja como for. Estas são formas de nos autopunirmos por não sermos perfeitos. Mas afinal, temos de ser perfeitos para quem? Que exigências e que espectativas estamos tentando satisfazer? Esteja preparado para entregar isso. Vamos apenas ser. Irá descobrir que é maravilhoso, sendo apenas como é neste exato momento.

Louise L. Hay.

A Paz começa COMIGO

Chegou A SUA vez

A próxima tarefa

segunda-feira, 28 de março de 2011

A próxima tarefa é aprenderes a vibrar pelo que és. Sem máscaras, sem falsos atributos, sem revestimentos. A próxima tarefa é seres quem és. Sem desvios nem omissões. Sem rasgos de oportunismo juvenil. Sem arestas.

Seres quem és exige de ti agora todo o empenho deste mundo. Seres quem és, respeitares o que sentes, vai exigir muita energia de ti agora, nesta fase da tua vida.
Ou porque nunca respeitaste a tua essência, e está na hora de mudar o rumo das coisas, ou porque tens treinado bem, e agora está na hora de dar o grande salto. Só tu podes responder a essa questão. Tu… e eu, claro.
Por isso, fixa bem o que te vou dizer. Põe o pensamento no peito e sente. Sente, simplesmente. Mais nada. E quanto mais te acostumares a só sentir, sem pensar em nada, mais rapidamente te vais ligar à tua alma e descobrir, finalmente, quem és e o que andas a fazer por aqui.

Alexandra Solnado, "O Livro da LUZ - Pergunte, o Céu Responde".

Tratamento de MERECIMENTO

Recitar, ler e escrever o texto diariamente
por pelo menos 21 dias seguidos.

Sou merecedor. Mereço tudo o que é bom.
Não uma parte, não um pouquinho, mas tudo o que é bom.
Agora me afasto de todos os pensamentos negativos, restritivos.
Liberto e deixo ir todas as minhas limitações.
Em minha mente, sou livre.
Agora me transporto para um novo espaço de consciência, onde estou disposto a me ver de maneira diferente.
Estou decidido a criar novos pensamentos sobre mim mesmo e minha vida.
Meu modo de pensar torna-se uma nova experiência.
Eu agora sei e afirmo que sou uno com o Poder de Prosperidade do Universo.
Assim, prospero de inúmeras maneiras.
Está diante de mim a totalidade das possibilidades.
Mereço vida, uma boa vida.
Mereço amor, uma abundância de amor.
Mereço boa saúde.
Mereço viver com conforto e prosperar.
Mereço alegria e felicidade.
Mereço a liberdade de ser tudo o que posso ser.
Mereço mais do que isso. Mereço tudo o que é bom.
O Universo está mais do que disposto a manifestar minhas novas crenças.
Aceito essa vida abundante com alegria, prazer e gratidão, pois sou merecedor.
Eu a aceito; sei que é verdadeira.
Sou grato a Deus por todas as bênçãos que recebo.
Louise L. Hay.

O sentimento de que "algo está faltando"

domingo, 27 de março de 2011

Todo casal sente que algo está faltando, porque o amor nunca acaba. Ele é um processo, não uma coisa.
Todo casal acaba sentindo que algo está faltando, mas não interprete isso mal. Isso simplesmente mostra que o amor em si é uma coisa dinâmica. É assim como um rio, sempre correndo, sempre em movimento.
A vida do rio está justamente nesse movimento. Depois que ele passa, se torna uma coisa estagnada; deixa de ser um rio. A própria palavra "rio" implica um processo, o próprio som implica uma ideia de movimento*.
O amor é um rio; não é uma coisa, uma mercadoria. Por isso não pense que algo está faltando; isso faz parte do processo do amor.
E é bom que ele não esteja completo. Quando algo está faltando, você tem que fazer algo a respeito, tem que se mexer. Esse sentimento de que "algo está faltando" é um chamado para patamares cada vez mais elevados.
Não que se sentirá satisfeito quando alcançá-los. O amor nunca se sente satisfeito. Ele não conhece satisfação, mas é lindo, porque desse modo ele vive para sempre.
Osho, "A Essência do Amor: Como Amar com Consciência
 e Se Relacionar Sem Medo".

A Lei da Mente


Existe a lei da gravidade e muitas outras leis da física, como por exemplo a eletricidade, coisas que eu não entendo de todo. Existem também leis da espiritualidade, designadamente a lei da causa e do efeito: aquilo que damos volta sempre a nós. A mente também tem a sua lei. Ignoro como funciona, da mesma maneira que não sei como funciona a eletricidade Só sei que quando ligo o interruptor, a luz se acende.
Acredito que, quando temos um pensamento, ou quando proferimos uma palavra ou uma frase, de algum modo a lei da mente faz com que isso seja refletido de volta em termos de uma experiência.
Palavras de recriminação nunca trouxeram liberdade. Lembre-se que as palavras têm poder. Volto a frisar, o nosso poder vem do assumir a responsabilidade pelas nossas vidas. Sermos responsáveis pelas nossas vidas pode parecer assustador, mas a realidade é que o somos mesmo, quer o aceitemos ou não. Se quisermos assumir essa responsabilidade, então também temos de ser responsáveis pelo que dizemos. As palavras e as frases que proferimos são meras extensões do nosso pensamento.
O meu ouvido está afinadíssimo para a palavra ‘devia’. É frequente ouvir pessoas usar uma dúzia de devias num só parágrafo. Essas pessoas interrogam-se porque é que as suas vidas são tão rígidas e porque é tão difícil saírem de uma situação. Querem controlar coisas que não podem controlar. Normalmente ou fazem mal a elas mesmas ou então fazem mal a outra pessoa. Depois querem saber por que razão não vivem vidas mais livres.
A expressão ‘tenho que’ também pode ser retirada do nosso vocabulário e do nosso pensamento. Quando a utilizamos, estamos a impor a nós mesmos uma imensa pressão. Quando dizemos "tenho que ir trabalhar, tenho que fazer isto... tenho que fazer aquilo", a pressão que criamos é enorme. Ao invés disso, vamos passar a dizer escolho. "Escolho ir trabalhar agora para poder pagar a renda." A palavra ‘escolho’ confere toda uma nova perspectiva às nossas vidas. Tudo o que fazemos é por opção, mesmo que não pareça.
Outra palavra que utilizamos muito é o ‘mas’. Fazemos uma afirmação qualquer e depois lá vem o mas, que nos aponta logo em dois sentidos diferentes. Transmitimos mensagens contraditórias a nós mesmos. Da próxima vez que falar, repare como utiliza a palavra mas. A expressão ‘não se esqueça’ é outra das tais em que temos de observar. Estamos de tal forma habituados a dizer "não se esqueça disto, não se esqueça daquilo" que acabamos mesmo por nos esquecer. Queríamos lembrar-nos e em vez disso, esquecemo-nos. Será mais indicado começarmos a dizer por ‘favor me lembrar’ em vez de ‘não se esqueça’.
Como é que as palavras começam o seu dia? É positivo, bem disposto, maravilhoso? Ou é uma lamúria e uma reprovação? Se começar logo com a resmunguice, o queixume e a rabugice, saiba que você está se preparando para um “daqueles” dias.
Quais são os seus últimos pensamentos antes de ir para a cama? Serão pensamentos poderosos de cura ou pensamentos de preocupação com a pobreza? Com pensamentos de pobreza não me refiro apenas à falta de dinheiro. É mais o modo negativo de pensar seja sobre o que for na nossa vida - qualquer área na sua vida que não esta fluindo livremente. Preocupa-se com o amanhã? Normalmente leio sempre uma coisa positiva antes de adormecer. Para mim é claro que, enquanto durmo, processa-se uma enorme limpeza que me preparara para o dia seguinte.

Ajuda-me muito sempre entregar aos meus sonhos quaisquer problemas ou interrogações que eu tenha. Sei que os meus sonhos me vão ajudar a resolver seja o que for que esteja a acontecer na minha vida.
Tal como todos nós, sou a única pessoa que pode pensar através DA MINHA mente. Ninguém pode forçar-nos a pensar de outra maneira. Somos nós quem escolhe os nossos pensamentos e estes são a base do nosso diálogo interior
O modo como falamos conosco mesmos é realmente importante, porque se torna a base da nossa palavra falada. Estabelece a atmosfera mental em que funcionamos e que atrai a nós as experiências. Se nos diminuirmos, a vida vai significar muito pouco para nós. Se amarmos e tivermos apreciação por nós mesmos, então a vida poderá ser uma maravilhosa dádiva de alegria.
Lembre-se que as palavras têm poder. Volto a frisar, o nosso poder vem do assumir a responsabilidade pelas nossas vidas. Sermos responsáveis pelas nossas vidas pode parecer assustador, mas a realidade é que o somos mesmo, quer o aceitemos ou não. Se quisermos assumir essa responsabilidade, então também temos de ser responsáveis pelo que dizemos. As palavras e as frases que proferimos são meras extensões do nosso pensamento.
 Se disser alguma coisa mais do que três vezes, tome nota porque se trata de um padrão. Alguns padrões podem ser positivos e de apoio, mas também pode ter padrões muito negativos que ande a repetir constantemente... 

OBSERVE o que "passa" pela sua cabeça! OBSERVE!

Louise L. Hay, "O Poder está dentro de si".

Vamos ficar bem

sábado, 26 de março de 2011

Ficar bem, minha gente, é isto: é viver com o resultado de ser bom de muitas maneiras.

Não é esta fantasia de céu que vocês têm na cabeça!

Porque esse céu que vocês imaginam é exterior, e não tem nada que vem do exterior para a nossa felicidade.

Tudo somos nós que criamos, com as nossas escolhas e atitudes.

Felicidade, bem-aventurança, é uma situação de vida que parte lá de dentro, do que você faz lá dentro, com você. Daquele bem.

Depois você vai, é lógico, atraindo as situações e as pessoas que têm a ver com este estado interior, e você cria um ambiente de vida gostoso, confortável, ameno.

E as pessoas assim também atraem você pra perto delas, porque tudo é reciprocidade, e acontecem as trocas nutritivas.
Isto é aí ou aqui.

E quem não atingiu esta condição também troca, mas troca com seus pares. Quem não tiver nada pra trocar com você acaba indo embora, e isto acontece até a nível de planeta: se eu não tenho mais nada pra dar ou receber de um mundo que ficou muito avançado pra mim, eu vou embora.

Isto não é castigo, expurgo, estas visões dramáticas que vocês têm. É o movimento natural, e como é natural não pode ser ruim.

Você já parou pra pensar nisto: no que é que você têm ainda pra oferecer a este planeta? Que bem você poderia oferecer pros seres que aqui vivem? Os que tiverem pra oferecer vão ficar aqui e participar do progresso coletivo. Os que só querem tirar proveito, mais um pouco, vão embora, vão viver em outro lugar onde eles ainda possam levar alguma coisa, conhecimento, ciência, experiência. E onde possam receber estímulos para o que eles ainda precisam aprender.

Não é uma matemática muito fácil?

Porque é da economia do Universo que um Espírito só fique onde ele puder somar. Contribuir.

Calunga/ Rita Foelker.

As raízes do sofrimento

O sofrimento é um estado de inconsciência. Sofremos porque não estamos conscientes do que fazemos, do que pensamos, do que sentimos — por isso, estamos nos contradizendo o tempo todo.
As atitudes vão numa direção, os pensamentos em outra, os sentimentos sabe-se lá para onde. Continuamos a nos estilhaçar, a ficar cada vez mais fragmentados. Isso é que é sofrimento — perdemos a integração, a unidade. Ficamos totalmente sem centro, somos mera periferia.
E é claro que uma vida sem harmonia torna-se miserável, trágica, um fardo que temos de carregar de algum jeito, um martírio. O máximo que se pode fazer é aliviar esse sofrimento. E são inúmeros os tipos de analgésico que existem por aí.
Não são só as drogas e o álcool — a chamada religião também tem servido como um ópio. Ela dopa as pessoas. E é claro que todas as religiões são contra as drogas, afinal elas atuam no mesmo mercado; lutam contra a concorrência.
Se as pessoas usam ópio, elas podem não ser religiosas; podem não precisar ser religiosas. Já encontraram o ópio, para que se incomodar com a religião? E o ópio é mais barato, exige menos envolvimento.
Se as pessoas estão consumindo maconha, LSD e outras drogas mais sofisticadas, elas naturalmente não vão ser religiosas, pois a religião é uma droga muito primitiva. Por isso todas as religiões são contra as drogas.
Não que elas sejam realmente contra as drogas. É que as drogas são concorrentes e, evidentemente, se as pessoas não tiverem acesso às drogas, elas fatalmente cairão nas armadilhas dos padres; não lhes restará outra saída. Essa é uma forma de monopólio, pois só haverá esse tipo de ópio no mercado e tudo o mais será considerado ilegal.
As pessoas vivem sofrendo. Só existem duas formas para escapar disso: praticar meditação — ficar alerta, atento, consciente... o que não é nada fácil. É preciso garra.
O jeito mais barato é encontrar algo que deixe a pessoa ainda mais inconsciente do que já está, para que assim ela não consiga perceber a miséria em que vive. Encontre algo que o torne totalmente insensível, alguma coisa tóxica, algo analgésico que o deixe tão inconsciente que você possa mergulhar de cabeça nessa inconsciência e esquecer a ansiedade, a angústia, a falta de sentido.
A segunda opção não é o caminho verdadeiro para se livrar do sofrimento. Ela só faz com que esse sofrimento fique um pouco mais confortável, um pouco mais tolerável, mais conveniente. Mas isso não ajuda em nada — isso não transforma você.
A única transformação acontece por meio da meditação, porque esse é o único método que torna você consciente. Para mim, a meditação é a única religião de verdade. Todo o resto é embromação.
E existem diferentes combinações de ópio — Cristianismo, Hinduísmo, Maometismo, Jainismo, Budismo —, que não passam de combinações diferentes. A forma é diferente, mas o conteúdo é o mesmo: todos eles ajudam você de alguma forma a se conformar com o sofrimento.
Minha intenção aqui é levar você a superar o sofrimento. Não há por que se conformar com ele; existe uma possibilidade de você se ver livre desse sofrimento. Mas o caminho é um pouquinho mais pedregoso; é um desafio.
Osho, "Consciência: A Chave Para Viver em Equilíbrio".

Onde você está colocando O SEU Poder?

sexta-feira, 25 de março de 2011

A Tua Fé No Mal

Coragem

“A primeira qualidade do caminho espiritual é a coragem”, dizia Gandhi.
O mundo parece ameaçador e perigoso para os covardes. Estes procuram a segurança mentirosa de uma vida sem grandes desafios, e se armam até os dentes para defender aquilo que julgam possuir. Os covardes terminam construindo as grades da própria prisão.
O viajante da luz projeta seu pensamento para além do horizonte. Sabe que, se não fizer nada pelo mundo, ninguém o fará.
Então, participa do Bom Combate, e ajuda os outros, mesmo sem entender direito por que faz isto.
Adaptação do “Manual do Guerreiro da Luz”, de Paulo Coelho.

O Poder das Afirmações Positivas (3)

quinta-feira, 24 de março de 2011

Outro obstáculo ao funcionamento dos pensamentos positivos é você sentir que "não é bom o bastante" e por isso achar que não merece ter coisas boas na vida. 
Fazer afirmações é escolher conscientemente ter certos pensamentos que irão gerar resultados positivos no futuro. No início é mais difícil, e você pode até censurar-se achando que é um processo ridículo e irreal. Mas vença a resistência e insista. Posso lhe garantir que essas afirmações positivas começarão a mudar seu modo de pensar. Declarações afirmativas vão além da realidade do presente, até a criação do futuro, através das palavras que você usa agora.
É importante fazer as afirmações no tempo presente. Por exemplo, afirmações típicas começariam da seguinte forma: "Eu tenho...", ou "Eu sou..." Se você disser: "Eu terei...", ou "Eu serei...", seu pensamento ficará no futuro. O Universo recebe seus pensamentos e palavras literalmente e lhe dá o que você diz querer. Sempre. Esta é outra razão para manter uma atmosfera mental feliz. É mais fácil fazer afirmações positivas quando estamos nos sentindo bem. 
Pense desta forma: todo pensamento seu é importante, por­tanto não desperdice seus preciosos pensamentos. Todo pensa­mento positivo traz benefícios à sua vida. Todo pensamento negativo leva embora as coisas boas e as coloca fora de alcance. Pode ter certeza: um acúmulo de pensamentos negativos cria uma barreira contra as afirmações positivas.
Dizer "não quero mais ser doente" não é fazer uma afirmação que vai favorecer sua saúde. É preciso dizer claramente o que você realmente deseja. "Aceito uma saúde perfeita agora."

Você ouvirá algumas pessoas exclamarem que "a vida é uma droga!", o que é uma afirmação terrível. Pode imaginar o tipo de experiências que esta afirmação atrairá para você? Evidentemente, não é a vida que é uma droga, é no seu pensamento que ela é uma droga. Pensar assim fará você se sentir muito mal.
Não perca tempo lamentando suas limitações: relacionamentos ruins, problemas, doenças, pobreza, etc. Quanto mais falar sobre o problema, mais ele se solidificará. Não culpe os outros pelo que parece estar errado em sua vida - isso é outra perda de tempo. Lembre-se que você segue as leis da sua própria consciência, dos seus pensamentos, e que seu modo de pensar atrai experiências específicas.

Quando mudar o processo dos pensamentos, tudo na sua vida mudará também. Você vai se impressionar e se encantar ao constatar como as pessoas, os lugares, as coisas e as circunstân­cias podem mudar. A culpa gera apenas afirmações negativas que nos paralisam e não nos transformam. Não desperdice seus valiosos pensamentos com ela. Em vez disso, aprenda a trans­formar as afirmações negativas em positivas.
Algumas pessoas dizem que "as afirmações não funcionam", sem perceberem que esta frase já é uma afirmação. Na verdade, o que acontece é que não sabem usar as afirmações correta­mente. Podem dizer: "Minha prosperidade está aumentando", e depois pensar: "Isto é uma bobagem, sei que não vai funcionar." Qual das duas afirmações você acha que vai prevalecer? A ne­gativa, é claro, pois faz parte do modo arraigado com que a pes­soa se habituou a olhar a vida

Às vezes as pessoas pronunciam as afirmações uma vez por dia e reclamam o restante do tempo. Levará muito tempo para que as afirmações funcionem se forem feitas dessa maneira. Talvez nunca cheguem a funcionar, pois as afirmações negativas sempre prevalecerão, por serem muito mais frequentes e feitas com muita emoção.
Louise L. Hay.

O Poder das Afirmações Positivas (2)

Pronunciar afirmações é apenas parte do processo. O que você faz no restante do dia e da noite é ainda mais importante. O segredo para que as afirmações funcionem de modo rápido e constante é preparar uma atmosfera propícia ao seu desenvolvi­mento. As afirmações são comparáveis a sementes lançadas na terra. Um solo pobre será sinônimo de pouco desenvolvimento, e um solo fértil, de desenvolvimento abundante. Quanto mais você escolher pensamentos que lhe dão bem-estar, mais rapida­mente as afirmações produzirão efeito.
Então, tenha pensamentos felizes. Basta isso. E é viável. A escolha do modo de pensar é exatamente isso: uma escolha. Você tem a sensação de que os pensamentos invadem sua mente sem o seu controle. É esta a grande mudança: a partir de hoje... de agora... deste exato momento... você pode escolher mudar o seu modo de pensar. Não pense que é um processo mágico e que sua vida vai mudar de uma hora para outra. Porém, se você per­sistir e escolher diariamente ter pensamentos agradáveis, posi­tivos, que lhe deem satisfação, sem dúvida irá perceber aos poucos mudanças positivas em todas as áreas da sua vida.

O único momento em que vivemos é o momento presente. É o único tempo sobre o qual temos controle. "O ontem é passado, o amanhã é um mistério e o hoje é uma dádiva que chamamos de presente". Se não escolhermos nos sentir bem neste exato momento, como poderemos criar momentos futuros de abundância e prazer?

Quando começar a realmente prestar atenção no que pensa, você vai se horrorizar ao perceber a quantidade de pensamentos negativos. Aos poucos, quando se surpreender tendo um pensamento negativo, você dirá: "Este é um pensamento antigo, escolho não pensar mais desta forma." Em seguida, substitua o pensamento negativo por um positivo o mais rápido que puder. Lembre-se, você quer se sentir o melhor possível. Pensamentos de amargura, ressentimento, acusação e culpa fazem você se sentir mal e infeliz. E este é um hábito do qual você quer se libertar. 

Louise L. Hay.

O Poder das Afirmações Positivas (1)

Afirmo com toda a convicção: vocês podem mudar sua vida para melhor, porque trazem dentro de si as ferramentas para isso. Essas ferramentas são seus pensamentos e crenças - o que chamo de afirmações.
Uma afirmação é qualquer coisa que você diz ou pensa. Não nos damos conta disso, mas muitas vezes nossos pensamentos são bastante negativos, seja a nosso próprio respeito, seja a respeito dos outros, das experiências que vivemos e do nosso futuro. Expressamos nossos pensamentos em palavras, e se os pensa­mentos são negativos, as palavras também o serão. "Sou um total fracasso", "Meus amigos me desvalorizam", "Isso é muito difícil, não vou conseguir" são pensamentos que temos e frases que pronunciamos sem perceber o efeito negativo que exercem sobre nós.
Uma afirmação abre a porta; ela é o ponto de partida do cami­nho para a mudança. É como se você dissesse ao subconsciente: "Estou assumindo a responsabilidade. Estou consciente de que posso fazer algo para mudar." Repito: cada pensamento que temos ou cada palavra que pronunciamos é uma afirmação. Todo o seu diálogo interno é um fluxo de afirmações. Você usa afirmações a todo momento, quer esteja consciente ou não. Afirma e cria suas experiências de vida a cada palavra ou pensamento. 
As afirmações expressam as crenças a respeito de nós e do mundo, que vão sendo construídas desde a infância. 
É importante prestarmos atenção nisso. Nossas crenças são capazes de nos fazer felizes, mas também podem estar limitando nossa possibilidade de criar exatamente as coisas que dizemos desejar. O que você quer e aquilo que acredita merecer podem não ser a mesma coisa. É preciso estar atento aos pensamentos e às palavras que os expressam para começar a eliminar aqueles que criam as experiências que você não deseja para sua vida.
Pensar negativamente não é um defeito seu. Simplesmente você nunca aprendeu como pensar e falar. Essa descoberta de que os pensamentos criam as nossas experiências é bastante recente. Seus pais provavelmente não sabiam disso, portanto não podiam lhe ensinar. Eles simplesmente reproduziram o modo como os pais deles os ensinaram a olhar a vida. Ninguém está errado. Mas está na hora de despertarmos e começarmos a criar nossas vidas conscientemente, de um modo que nos satisfaça e fortaleça. Você pode fazer isso. Eu posso fazer isso. Todos nós podemos - precisamos apenas aprender.

Louise L. Hay.